Defesa de Luiz Gushiken reforçará absolvição, já pedida pela PGR

O último advogado a falar na tarde de hoje fará a defesa do réu Luiz Gushiken. Gushiken era ministro-chefe da Secretaria de Comunicação do Governo à época que teria ocorrido o esquema do mensalão.

A PGR, porém, durante a sustentação feita por Roberto Gurgel na última sexta-feira, pediu sua absolvição por insuficiência de provas: “não há elementos, sequer indiciários, que justificassem a sua condenação”, disse.

Foi imputado ao réu o crime de peculato na primeira denúncia da Procuradoria, em 2006. À época, a denúncia atribuiu-lhe o fato de ter ordenado que Henrique Pizzolato assinasse quatro notas para adiantamentos de recursos da empresa Visanet para a agência de publicidade DNA Propaganda Ltda., objetivando a realização de campanhas publicitárias dos cartões de crédito desse banco com a bandeira Visa.

Comments are closed.

Migalhas